terça-feira, 23 de junho de 2015

Campanha Pegada do Bem​ beneficia promessas do atletismo de Salvador


O Projeto Bahia Terra da Velocidade, mantido no bairro de Itapuã, será beneficiado pela campanha Pegada do Bem, com doação de tênis, na corrida que acontece em Salvador no próximo domingo (dia 28/03)

Além das disputas de 5 km e 10 km pela orla das praias de Pituba e Boca do Rio, o Brazil Run Series/Circuito de Corridas CAIXA que acontece no próximo domingo (28/03), terá um desafio extra para os baianos.  A competição também será a oportunidade dos atletas participantes doar seus tênis usados, e em bom estado, para o Projeto Bahia Terra da Velocidade.

A arrecadação dos calçados faz parte da campanha Pegada do Bem, lançada em 2014 com o objetivo de ajudar atletas carentes, nos locais por onde o Brazil Run Series/Circuito CAIXA passa, a seguir na prática do atletismo e ter uma vida mais digna. Em cada cidade-sede da competição, é beneficiada uma instituição ou projeto que usa o esporte como ferramenta de inclusão social.

Em Salvador, o projeto Bahia Terra da Velocidade foi escolhido por seu impacto social na região onde atua. Criado em 2007 pelo atleta Edson Pinheiro, o projeto atende cerca de 20 meninos e meninas, divididos em turmas de 7 a 14 anos e de 14 a 18 anos, em Itapuã. Os mais novos recebem as primeiras noções de atletismo, com aulas no campo de futebol da comunidade, enquanto os mais velhos têm um treinamento de reforço em pista de atletismo.

“O atletismo brasileiro precisa de renovação. E as maiores promessas do esporte estão nos guetos, nas favelas, nas comunidades. Só precisam de investimento, da conscientização da sociedade”, defende Edson. “O meu objetivo, com esse projeto, é tirar as crianças da situação de risco em que vivem, num ambiente cercado de drogas e crimes, e ajudar a descobrir novos talentos. Com muito trabalho e paciência, talvez possamos descobrir um novo Giomar Pereira, uma nova Marily dos Santos.”

Como exemplo, Edson cita a jovem Suane, de 15 anos, que conquistou o quarto lugar de sua categoria na Corrida da ASA de 2014, e Paulo Henrique, de 18 anos, que bem obtendo bons resultados nos 100 metros e nos 400 metros, em pista. O projeto conta com o apoio da própria comunidade e de algumas empresas parceiras, que ajudam com doação de alimentos e materiais. Mas as dificuldades ainda são grandes. “Falta patrocínio, dinheiro para inscrever os adolescentes nas corridas, equipamentos, tênis para correr”, enumera o coordenador. “O esporte é solução, mas para quem quer viver dele, os desafios são muitos.”


Onde doar - Os tênis para o projeto Bahia Terra da Velocidade poderão ser doados durante a retirada dos kits de participação, na loja Centauro do Salvador Shopping (Av. Tancredo Neves, 2915), na sexta-feira (26), das 10 às 20 horas, ou no sábado (27), das 10 às 17 horas. Já no dia da corrida, domingo (28), o Espaço Pegada do Bem receberá os calçados.


O Circuito Caixa - Realizado desde 2004, o Circuito CAIXA conta com a chancela da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), e passa por quatro das cinco regiões brasileiras. Depois de Uberlândia (30/5), Goiânia (7/6) e Salvador (28/6), a competição vai a Campo Grande (12/7), Fortaleza (2/8), Recife (9/8), Porto Alegre (30/8), Ribeirão Preto (27/9), Curitiba (18/10), Brasília (8/11), Belo Horizonte (15/11) e São Paulo (22/11). As 12 corridas somam pontos para o Ranking CBAt/CAIXA de corredores de rua. Os dez primeiros colocados no ranking, no masculino e no feminino, garantem o patrocínio da CAIXA para 2016.

A competição é uma realização da HT Sports, com patrocínio da CAIXA Econômica Federal e co-patrocínio da Centauro. Em Salvador, conta ainda com o apoio da Prefeitura Municipal de Salvador, Água Mineral Indaía e Citrus, além da supervisão técnica da CBAt e Federação Baiana de Atletismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito bem... quero saber sua opinião!!!

Related Posts with Thumbnails