domingo, 29 de julho de 2012

Descrição do perfil do profissional de mídias sociais

Mulheres paulistas, cariocas e baianas são maioria entre os profissionais que trabalham com mídias sociais no Brasil


De acordo com pesquisa, 52,4% desses profissionais são do sexo feminino e 47,6% do masculino que frequentaram ou frequentam faculdades nas áreas de Comunicação Social com ênfase para a formação em Publicidade e Propaganda (34,4%) e Jornalismo (26,55). Mas também há alguns que são oriundos de cursos como Direito, História, Química e Arquitetura.  Os dados compõe estudo feito pelo pesquisador Tarcízio Silva que é professor em monitoramento e mensuração de mídias sociais e comunicação em pós-graduações como FGV, Escola Sustentare, Pitágoras Londrina, FBB e Faculdade iDez.


A maior concentração de quem trabalha neste nicho está nas regiões Sudeste e Nordeste, logo depois, vem Sul e Centro Oeste, alavancada pelo Distrito Federal.  Os estados mais populosos do país também sãos os de maior representatividades desses profissionais: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Minas Gerias.

Quase todos eles trabalham focados na análise da imagem, reputação e no relacionamento entre as organizações e os públicos. Mas, apenas 20,9% dedicam-se exclusivamente à produção, análise e monitoramento de conteúdo na mídias sociais, desempenhando outras funções de comunicação paralelamente.  Tal constatação pode ser compreendida diante do fato de que quase a metade (46,7%) dos profissionais estão em agências – de propaganda, digitais, mídias sociais, marketing e etc... – e grande parte (25,8%), atuando dentro das próprias empresas.  Os órgãos públicos detêm apenas 3,8% e os freelancers somam 3,3%.

Como é uma área de conhecimento nova e em ascenção, o autoditadismo é marca predominante: 66,5% dizem ter aprendido o trabalho fazendo na prática, com orientações e estudos obtidos através de materiais online, disponibilizados em blogs, site, comunidades e grupos de discussões e e-bookssobre o tema.  No quesito remuneração, ainda há muito para crescer, pois 47,8% ganha entre R$ 1 e 2 mil.  O segredo é atualizar-se para manter-se competititvo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito bem... quero saber sua opinião!!!

Related Posts with Thumbnails