domingo, 15 de maio de 2011

Monitorar mídias sociais é desafiar gigantes

A definição do profissional responsável e orientações sobre a linha de comunicação a seguir são pontos-chaves que as organizações precisam observar antes de abrir canais nas mídias sociais.  Diante das especificidades da Internet, que dá voz aos mais diversos segmentos, o ambiente torna-se um espaço onde as crises se agigantam.

Para o especialista em comunicação e crise, João Carlos Forni, não há ambiente melhor para que uma crise se propague. “A internet é perfeita para criar, alimentar e sustentar uma crise”, alertou Forni durante o 2º Congresso Sul-Brasileiro de Comunicação no Serviço Público, em Santa Catarina.

Por isso, deve ser feito um monitoramento sério. “Administrar mídia social é uma coisa complicada, porque você tem que estar lá noite e dia. Se não a pessoa pergunta, não tem resposta, não volta mais”.  “As más notícias se espalham instaneamente".  O monitoramento deve ser frequente para que, o que parece uma simples reclamação, não se transforme em uma crise.


Fonte: Comunique-se

Um comentário:

  1. Olá,
    Achei bem interessante este artigo que você postou.

    A questão do monitoramente é algo que vem ganhando força no Brasil porque as empresas vem entendendo a importancia das redes socias para seus negocios.

    Um dos pontos mais complicados e a quesde de como e quem vai monitorar as midias sociais.

    o mercada oferece varias ferramentas que trasem diversos benecios para as empresas e algumas agencias publicitarias e de midias socias oferencem o servisso de monitoramente para os clientes.

    Eu tenho o conhecimento sobre uma ferramenta que cham Social media monitor e até hoje ela vem atendendo bem minhas nescessidades alem de contar como uma equipe que faz este tipo de monitoramento gerando relatorios e mensais e diarios.

    Bom fica a minha indicação.

    ResponderExcluir

Muito bem... quero saber sua opinião!!!

Related Posts with Thumbnails