segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Não calem a boca dos ateus!

Campanha da ATEA para ser veiculada em busdoors de todo o Brasil

"Futebol, religião e política não se discutem", reza um ditado popular eficaz em pôr fim a conversas que possivelmente progrediriam para 'acaloradas discussões'.  Entretanto, não existe censura para quem desfila enrolado no 'manto sagrado' de seu time; nem restrição ao uso de adesivos e bottons de partidos políticos (salvo em casos de regulamentação pela lei eleitoral), tampouco há proibição a comentário pré e pós celebrações de missas e cultos. E isso, graças ao bom senso que valoriza o direito de expressão, numa sociedade democrática em que os cidadãos podem manifestar livremente seu pensamento, desde que não ofenda a outros.

Exceção à regra. O veto, em três capitais brasileiras (Salvador/BA, São Paulo/SP e PortoAlegre/RS) da propaganda pró-ateísmo formulada pela Associação Brasileira de Ateus e Agnóstico (ATEA) impediu a veiculação da campanha mundial, em busdoors nacionais. Não permitir que ateus expressem seu pensamento em forma de peças publicitária é discriminação por motivo de credo, já que a não-crença também está baseada numa crença: a não-existência de Deus!

Não sou ateia  – acredito na existência de Deus como fato concreto e ainda afirmo que o amo – mas discordo totalmente da proibição da manifestação do pensamento ateu, que também deve ser respeitado.  Se os ateus querem proclamar sua "fé" na não-existência de Deus que o façam.  Estranho é serem impedidos por legislaçãoes de um estado laico, representado por autoridade e governantes "bem intencionados em defesa da moral, bons e constumes" e de... Deus.

Longe de debates ou imposições, todo fiel tem o direito de expor os princípios de sua fé, o que é prática comum nos muitos cartazes, outdoors e campanhas promovidas por católicos, evangélicos, espíritas e demais religiosos deste Brasil.  Se a igualdade vale para qualquer cidadão, impedi-los de falar é abrir precedentes ao silêncio de todos que se aventurarem a falar de sua crença. É um atentado à liberdade e tolerância religiosa. Penso que se Deus existe, ele mesmo deve ser capaz de se mostrar, por isso, não calem a boca dos ateus!

.

2 comentários:

  1. Sim, sim! Concordo plenamente com vc. Até porque, o princípio básico da democracia é a liberdade de exepressão, certo? Então, como aqueles que professam um "fé diversa" ou uma "não-fé" podem ser discriminados? Pura contradição!

    Parabéns pelo texto e por sua lucidez, ao defender algo tão justo quanto a liberdade das pessoas! E isso independente da sua própria fé!

    ResponderExcluir

Muito bem... quero saber sua opinião!!!

Related Posts with Thumbnails