quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Terra é incapaz de acompanhar ritmo atual de consumo de carnes e pescado

Por Anne Chaon, em Paris*

Alimentar a humanidade - nove bilhões de indivíduos até 2050, segundo as previsões da ONU - exigirá uma adaptação de nosso comportamento. Os seres humanos se dão ao luxo de comer de tudo, mas a um preço elevado: a pesca massiva está levando as espécies marinhas à extinção, e a piscicultura polui a água, o solo e a atmosfera - o que precisa fazer com que mudemos de hábitos.
Um relatório da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), mostra que a produção mundial de carne deverá dobrar para atender à demanda mundial, chegando a 463 milhões de toneladas por ano. Seria o caso, então, de reduzir o consumo de carne e substitui-lo pelo peixe? Os oceanos não podem ser considerados uma despensa inesgotável, estimou Philippe Cury, diretor de pesquisas do Instituto de Pesquisas para o Desenvolvimento (IRD). O número de pescadores é duas a três vezes superior à capacidade de reconstituição das espécies.
No atual ritmo, a totalidade das espécies comerciais haverá desaparecido em 2050.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito bem... quero saber sua opinião!!!

Related Posts with Thumbnails