sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Para quem será a Rede Pública de TV?

Criada por uma MP, a nova rede pública de TV já começa de forma inusitada...
Primeiro, será permitida a contratação de servidores sem concurso público, com a análise do currículo do profissional, por um período de 36 meses. Isso poderá ser feito durante 90 dias a partir da constituição da nova empresa que vai gerir a TV.
Depois, vem a grande questão: a serviço de quem estará essa TV? É de se pensar, pois já é de conhecimento público que a cobertura da Rede Globo sobre o dossiegate na reta final do primeiro turno da eleição de 2006 foi o grande estopim para que o governo decidisse priorizar a criação de uma rede pública de TV. Setores ligados ao governo, concordam que a cobertura foi desequilibrada e o governo não poderia ficar "na mão da Globo", que detem a maior audiência no país... A seu tempo, o ministro Franklin Martins nega que a TV pública será um contraponto ao "monopólio" Global... Isso, sim, será uma pena. Por dois motivos: a nova rede terá cacife para fazer frente à Globo? E até que ponto, esse enfrentamento não terá o aparelho do Estado envolvido e disseminando as “versões oficiais”? Leia mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito bem... quero saber sua opinião!!!

Related Posts with Thumbnails